Viagem a Nordkapp: de Matosinhos a Palaiseau

26.06.2021 – 1ªEtapa

Hoje decidi meter a ST nos rolos e fui até Paris. Até parece que foi assim … mas já lá vou.

Logo de manhã, quando estava a ultimar as “coisas” para iniciar esta minha viagem, o Alberto Pires (www.motox.pt) surpreende-me pois queria registar o momento da partida em modo fotográfico. Só posso agradecer o teu levantar BEM CEDO, horas impróprias reconheço, para me vires desejar boa viagem e, como referi acima, registar fotograficamente a minha partida para mais tarde recordar.

No dia anterior o José Pedro Carvalho (MOTOCAR) tinha perguntado se antes de ir de vela virada para norte se não me importava de passar na Motocar. De imediato disse logo que sim. De facto era mesmo a cereja em cima do bolo ter a honra de iniciar esta viagem passando pela MOTOCAR e dar um abraço ao amigo Pedro. No entanto quando lá chego percebi de imediato que iriam estar mais amigos para aquele abraço de boa viagem. O Ricardo Romano, o Vítor Pereira, o Hélder Martins, o João Araújo, O Miguel Matos, o Ricardo. Pois é Pedro mais uma vez me surpreendeu. Obrigado a si mas também aos presentes.

Como se não bastasse preparo-me para arrancar e esta malta incrível vem atrás de mim para me fazer uma escolta de despedida. Incrível. Muito obrigado a todos.

Voltando aos rolos, de facto sair por Chaves e apanhar as A-52, seguida das A-66, A-231, AP-1, AP-8 até à fronteira é dose, diria mais que é um teste à paciência de alguém que gosta mesmo de andar de mota como eu. Este conjunto de estradas já o percorri algumas dezenas de vezes mas sempre de carro. Acho sinceramente que de mota, e com um calor brutal, é mesmo um teste à nossa resistência mental e física. Até é pena porque na parte final a paisagem até é bastante bonita mas, pelo menos eu, já estou com tal neura que nem vejo nada. Esta minha neura é agravada pelo facto de saber que o que se segue é ainda pior. Atravessar França pela A63 seguida da A10 até Paris.

Pois é, decorreram os tais 1580 km e aqui estou eu a partilhar o dia vivido que, não fossem os momentos em convívio com os amigos, pouco havia a dizer.

Amanhã também é dia de Rolos… espero bem não ter nenhum guarda fronteiriço na Alemanha a dizer aqui ao Tuga que não pode entrar porque Portugal está na lista vermelha. E eu que até tenho as vacinas tomadas e sou portador de um certificado digital COVID. Até o como vivo se empancar comigo.

Já agora partilho o que tinha previsto gastar neste dia e o que gastei efectivamente. Quem sabe se não pode ajudar outros a planear esta viagem ?!??!?

Porto – Bordeaux

  • Hotel + Refeições – Estimava gastar 120.00€ e acabei por gastar 130.00€. Em contrapartida avancei mais 500 km do que tinha previsto. Isto acabará por se traduzir em menos uma noite mais lá para a frente.
  • Gasolina + Portagens (com os tais 1073 km previstos) iria gastar, estimava eu cerca de 205.00€. Efectivamente a coisa ficou por (mas fiz mais cerca de 500 km) 211.00€.
  • Já agora partilho aqui a nota que a ST engoliu 87.68 litros de gasolina para percorrer 1580 km. Dado ter registado uma velocidade média de 112 km/h considero que uma média de 5.50l/100 km até que não é nada má.
  • No computo geral este primeiro dia, volto a salientar com mais 500 km percorridos, até acabei por ficar aquém do previsto (Ei lá espero que assim continue), pois estimava gastar 325.00€ e gastei 341.00€ … se traduzimos isto por km (Hotel+refeições+gasolina+portagens) estimei para este dia que o km me iria ficar mais ou menos por 0.30€/km e ficou por 0.23€/km.

Vídeo

Wikilok

https://pt.wikiloc.com/trilhas-motociclismo/26-06-2021-nordkapp-primeira-etapa-matosinhos-a-palaiseau-paris-76811580

Cake Bukk

Cake. Uma fatia de futuro elétrico por 15 mil euros

A ideia surgiu… do nada. Ou melhor, apareceu para colmatar um hiato no capítulo da mobilidade. Sem qualquer ligação às motos, Stefan Ytterborn voltou a fazer brilhar as suas apetências e criou a Cake. O sueco, conhecido pelas ideias e produtos inovadores em termos de estratégia, design e marketing, ‘atacou’ as duas rodas com propostas […]

Continuar
Kove 800X Super Adventure no EICMA 2022

EICMA 2022. Kove

Foi, sem dúvida, uma das marcas que maior curiosidade despertou na 79.ª Esposizione Internazionale delle Due Ruotte. Na EICMA 2022, a Kove mostrou uma trail de grande cilindrada, máquinas de motocrosse e até a versão final da quatro-e-meio que vai alinhar no próximo Rali Dakar. Mas o que é, afinal, a Kove e quais são […]

Continuar
EICMA 2022

EICMA 2022. Chinesas?… Sim, com orgulho

Foi de uma entusiasmante confiança o ambiente vivido na 79.ª Esposizione Internazionale delle Due Ruote! Ao longo de seis dias, foram muitos milhares os que visitaram os stands das mais de 1300 marcas espalhados por seis pavilhões da Fiera Milano. Afinal, mais um que em 2021 confirmando a forte aposta em deixar para trás as […]

Continuar