Faszination Superbikes. Sonhos de corridas no museu

  • Texto: Alex Kossack

É leitor de MotoX e está na Alemanha? Está a pensar visitar terras germânicas nos próximos tempos? Respondeu negativamente às duas questões anteriores mas é um incorrigível fã das Superbikes?… Vá ao museu e (re)veja a história.

Pois bem, aqui no MotoX não queremos que lhe falte nada e estamos atentos para proporcionar as melhores experiências motociclísticas a todos os apaixonados. Das máquinas mais recentes às reportagens mais prementes, como das viagens mais prazenteiras às entrevistas que se impõem. Mas falamos também de história, livros, mecânica e até de museus. Sobretudo, claro está, quando abordam o tema das duas rodas. E o que tem tudo isto a ver com a Alemanha?

Pois bem, voltemos ao início. Se está… já sabe onde, ali mesmo no sul da Alemanha, bem perto da fronteira com a Suíça, junto ao Lago Constança, há uma exposição que não pode perder. Uma mostra temporária que, até 25 de setembro, junta nada menos de 21 Superbikes. Motos enquadradas pelos respetivos modelos de série e por toda uma panóplia de artigos ligados à competição. De fatos e capacetes dos pilotos dessas motos a outra memorabilia incluindo os fatinhos de licra que vestiam as ‘umbrella-girls‘.

Uma exposição de sonho para quem aprecia a história do desporto motorizado, em especial as famosas RR dos tempos das Superbike, patente no Museum of Arts & Cars (MAC), na cidade de Singen, mesmo na base do famoso vulcão extinto Hohentwiel que dá o nome à região. Motos icónicas, oriundas de uma coleção privada, que brilharam em algumas das mais icónicas pistas do Mundo. De Le Mans ao Castelet (Bol d’Or), de Suzuka ao Hockenheimring, de Monza a Donington ou de Philip Island a Macau. Coleção que começa em 1988, quando arrancou o Mundial de Superbikes e que conta com motos que foram pilotadas por grandes nomes do motociclismo. De Ernst Gschwender, um dos animadores da coleção e que contribuiu com a primeira moto, até Andi Meklau, Thomas Franz, Fabrizio Pirovano, Leon Haslam, Marco Melandri, Max Neukirchner ou Michael Rutter entre outros.

No nível 3 do MAC Museum Art & Cars, pode ver-se a Suzuki GSX-R750R XR51, o moto que marcou o início da coleção, bem como os modelo subsequente XR52 e o XR55. Mas há também alguns modelos raros que participaram em corridas do Mundial de Endurance, como a BUELL 1125R, uma GSXR SRAD ou uma BMW S1000RR que participou da Ilha de Man. Esta mostra conta ainda com as duas primeiras BMW S1000RR do Campeonato Mundial de Superbikes e o curioso desta exposição, é que cada modelo de competição, é acompanhado ao lado pela moto na versão de homologação.

Sem dúvida uma boa desculpa para um desvio nas viagens de verão pelo centro da Europa. Para os que não estão por perto ou não podem visitar, aproveitem os milagres da Internet.

Obrigado! De nada…

Comments are closed.