Autódromo do Estoril, CNV, 1987

  • Alberto Pires

Esta prova deveria considerar-se como de 125 cc, apesar de não o ser exclusivamente. Na realidade, a tentativa de criar uma classe aberta capaz de trazer para as pistas todas as motos racing existentes em Portugal não surtiu efeito, e as 125 de produção ficaram à espera da primeira prova do entretanto anunciado Troféu Lubritex. Apreciem a rapidez com que Costa Paulo fazia os ‘SS‘, e a profunda paixão pelas Ducati da família de Germano Pereira. O vencedor da prova foi José Santos na RDLC 500, que partilhou o pódio com o Mário Antunes e com António Pereira. Nas 125 Costa Paulo venceu sem dificuldade, Carlos Rodrigues terminou em segundo e Rui Esteves em terceiro. O Luis Cardoso tem mais “tempo de antena” que os restantes, já que era patrocinado pela ‘Racing Video‘. Algumas das imagens foram captadas pelo meu amigo Jorge Lopes. 

Costa Paulo levava a RDLC 125 aos limites, sempre!

Siga-nos em www.facebook.com/motoxpt

Comments are closed.